Tomato spotted wilt virus

Classe: Vírus
Nome comum: Tomato spotted wilt virus
Nome científico: Tomato Spotted Wilt Virus
Possível Anfitrião:

Tobacco, peanut, tomato, pepper, potato, eggplant, lettuce, endive, celery, bean, cowpea, spinach, cucumber, cauliflower, and many more

Quem sou eu?

Tomato spotted wilt virus (TSWV) is from the tospoviruses genus and is common worldwide due to the spread of its main vector, the western flower thrips. The infection results in spotting and wilting of the infected crop, reduced yield, and in a later stage it will lead to death of the plant. Early symptoms show on the stems and leaves, while symptoms upon fruits appear at a later stage. Foliage and stems: appearance of circular stains of about 5.0 cm in diameter and quickly become necrosis. Fruits: round halo-like and sometimes spiral spots. When plant is fully infected then the leaves have all over chlorosis with formations of necrotic spots and delayed development.

The virus is transmitted by thrips (mainly the western flowers thrips), and it is not seedborne. There are a large number of hosts, such as weeds, that allow the virus to remain present even after the contaminated crop was harvested. This can cause the weeds to contaminate crops the following season and makes disease control difficult.

Medidas de controle

Não existe qualquer tratamento para vírus. As plantas infetadas não podem ser curadas; assim, o foco deve ser na prevenção de surtos de vírus. Se apenas algumas plantas estiverem infetadas, as plantas devem ser removidas do campo.

Use variedades de plantas e sementes resistentes à doença.

Estruturas Internasde Crescimento: Mantenha a estrutura fechada e as redes sem buracos.

Saneamento: Mantenha o ambiente próximo das culturas limpo, removendo ervas daninhas, detritos de plantas, partes danificadas, crescimento indesejado de plantas e plantas próximas que não são cultivadas e desprotegidas.

Use técnicas de monitorização de pragas (tais como armadilhas) para rastrear populações de insetos.

É difícil gerir eficazmente os tripes com inseticidas. Tente evitar o uso de inseticidas organofosforados, carbamatos e piretróides. Estes produtos químicos eliminarão inimigos naturais e polinizadores e deixarão a maioria das populações de tripes ilesas.

Produtos à base de espinosade.

Inimigos de tripes naturais comercialmente disponíveis são do género orius (“anthocoridae”).

Deve-se ter cuidado e atenção ao usar quaisquer produtos fitofarmacêuticos (inseticidas, fungicidas e herbicidas). É responsabilidade exclusiva do produtor acompanhar os usos e permissões legais em relação às leis em seu país e mercados de destino. Leia sempre as instruções escritas nos rótulos e, em caso de contradição, trabalhe de acordo com o rótulo do produto. Tenha em mente que as informações escritas no rótulo geralmente se aplicam aos mercados locais. Os produtos de controle de pragas destinados à agricultura orgânica são geralmente considerados menos eficazes em comparação com os produtos convencionais. Ao lidar com produtos orgânicos, biológicos e, até certo ponto, com um pequeno número de produtos químicos convencionais, a erradicação completa de uma praga ou doença muitas vezes exigirá várias iterações de um tratamento específico ou combinação de tratamentos.

Galeria de imagens

blank
blank
blank